MUSA69 – Literatura e Estruturação Musical I

Professor: Marcos Sampaio (marcos@sampaio.me)

Ementa

Revisão da teoria musical básica; estudo dos princípios do contraponto estrito, da harmonia, e da construção de frases musicais básicas. Apreciação de obras musicais referentes aos elementos estudados.

Objetivos

Ao final do curso espera-se que o estudante seja capaz de compreender as relações harmônicas de obras diatônicas simples, realizar baixos cifrados diatônicos a quatro vozes, bem como harmonizar melodias diatônicas simples a quatro vozes, com domínio de condução de vozes.

Conteúdo programático

  1. Revisão da teoria básica: intervalos musicais, escalas e suas estruturas, acordes (tríades) e suas inversões e cifragens, progressões de acordes.

  2. Princípios da harmonia: progressões, cadências. Acordes de 7ª de dominante. Cifragens. Exercícios de harmonização de canto dado e realização de baixo dado.

  3. A frase musical. Motivos, membros.

  4. Princípios da análise musical, com peças curtas e harmonias simples.

Metodologia

A metodologia para atingir os objetivos propostos é baseada em exercícios a serem realizados em classe e em casa:

  1. Análise de relações harmônicas e princípios de condução de vozes de repertório coral
  2. Harmonização a quatro vozes de melodias diatônicas e modulatórias simples
  3. Realização a quatro vozes de baixo cifrado com harmonia diatônica e modulatória simples
  4. Realização de exercícios exaustivos de condução de vozes

Pré-requisitos

São pré-requisitos dessa disciplina o entendimento da estrutura e a percepção de:

  1. Intervalos
  2. Tríades
  3. Escalas maiores e menores

Além de:

  1. Leitura e escrita em claves de Sol e Fá
  2. Solfejo de melodias simples

Tais pré-requisitos fazem parte da prova de ingresso dos cursos de música.

Avaliação

A avaliação nesta disciplina é realizada mediante 3 provas. As provas são compostas por questões de composição e/ou análise e têm como objetivo avaliar o aprendizado dos conteúdos da disciplina. O critério de correção é subjetivo, como o próprio conteúdo da disciplina. O conteúdo das provas é acumulativo.

Nota

A nota do semestre será a média aritmética das notas das provas.

Segunda chamada

O aluno que faltar às provas terá direito à segunda chamada se a requerer até dois dias úteis após a sua realização comprovando-se umas das seguintes situações:

  1. direito assegurado por legislação específica
  2. motivo de saúde comprovado por atestado médico
  3. razão de força maior, a critério do professor.

A nota atribuída em segunda chamada substituirá a nota zero, e a falta à segunda chamada implicará na manutenção automática e definitva da nota zero. Para maiores detalhes consultar o Artigo 115 do Regulamento de Ensino de Graduação.

A data de realização de segunda chamada está prevista no cronograma da disciplina.

Cronograma

O conteúdo e dias das aulas do cronograma abaixo poderão ser modificados de acordo com a necessidade e eventualidade.

Exercícios de apoio

A cada semana o professor disponibilizará exercícios de apoio para a realização em casa. Esses exercícios serão parcialmente corrigidos em aula. A sua realização é desejada, mas opcional. Não valem nota.

  1. Distribuição  de notas da tríade e conceitos diversos
  2. Encadeamento de duas tríades
  3. Encadeamento de três tríades e análise harmônica
  4. Encadeamento de tríades e realização de baixo cifrado diatônico
  5. Acordes de segunda inversão e realização de baixo cifrado diatônico
  6. Harmonização de melodia e realização de baixo cifrado 1
  7. Harmonização de melodia e realização de baixo cifrado 2
  8. Harmonização de melodia e análise harmônica
  9. Acordes de sétima da dominante, harmonização de melodia e análise harmônica
  10. Notas melódicas, harmonização de melodia e análise harmônica
  11. Análise harmônica
  12. Harmonização de melodia e análise harmônica
  13. Funções secundárias, realização de baixo cifrado e análise harmônica

Material para análise

Seleção de obras para análise ao longo do semestre.

O material para análise está inteiramente disponível no site do IMSLP (buscar informações a respeito no Google). Caso algum link esteja quebrado, buscar direto no IMSLP e informar o professor.

[Em construção]

  1. J.S.Bach, Coral #001 (Ed. Riemenschneider) http://bit.ly/29deoiU
  2. J.S.Bach, Coral #006 (Ed. Riemenschneider) http://bit.ly/29deoiU
  3. J.S.Bach, Coral #007 (Ed. Riemenschneider) http://bit.ly/29deoiU
  4. J.S.Bach, Coral #009 (Ed. Riemenschneider) http://bit.ly/29deoiU
  5. J.S.Bach, Coral #012 (Ed. Riemenschneider) http://bit.ly/29deoiU
  6. J.S.Bach, Coral #014 (Ed. Riemenschneider) http://bit.ly/29deoiU
  7. J.S.Bach, Coral #026 (Ed. Riemenschneider) http://bit.ly/29deoiU
  8. Schumann, Álbum para Juventude op. 68, n. 2 http://bit.ly/2l0KFAc
  9. Clementi, op. 36., n. 1, mov. i http://bit.ly/2geyMUJ

Notas

Distribuição das notas

O gráfico abaixo apresenta a distribuição da média final da turma. O eixo X contém faixas de notas (entre 0 e 1, 1 e 2, etc.) e o eixo Y contém o número de alunos com média final dentro das faixas.

Bibliografia

  1. Aldwell, Edward, and Carl Schachter. 2002. Harmony and Voice Leading. 3rded. Thomson Schirmer.
  2. Gauldin, Robert. 1997. Harmonic Practice in Tonal Music. New York, NY: W.W. Norton and Company. Introduction to Analysis. Holt Rinehart and Winston.
  3. Grove, George, and Stanley Sadie. 1980. The New Grove Dictionary of Music and Musicians. Edited by Stanley Sadie. 2nded. London, Washington: Macmillan Publishers.
  4. Kohs, Ellis Bonoff. 1976. Musical Form: Studies in Analysis and Synthesis. Boston: Houghton Mifflin.
  5. Kostka, Stefan M., and Dorothy Payne. 1995. Tonal Harmony, with an Introduction to Twentieth-Century Music. 3rd ed. New York, NY: McGraw-Hill.
  6. Motte, Dieter de La. 1991. The Study of Harmony: An Historical Perspective. Dubuque, Iowa: WM. C. Brown Company.
  7. Palisca, Claude V. 2001. Norton Anthology of Western Music. 4thed. New York and London: W. W. Norton & Company.
  8. Piston, Walter. 1959. Harmony. London: Victor Gollancz Ltd.
  9. Queiroz, Flávio José Gomes de. 2005. “Princípios Gerais para Realização de Baixos Cifrados.” Disponível em http://bit.ly/2GK93me.
  10. Randel, Don Michael, ed. 1986. The New Harvard Dictionary of Music. Cambridge, MA: Belknap Press of Harvard University Press.
  11. Riemenschneider, Albert, ed. 1941. 371 Harmonized Chorales and 69 Chorale Melodies with Figured Bass. New York: Schirmer.
  12. Stone, Kurt. 1980. Music Notation in the Twentieth Century: A Practical Guidebook. New York, NY: W.W. Norton and Company.
  13. Ulrich Michels. 1982. Atlas de Música. Madrid: Alianza.
  14. Wedge, George A. 1930. Applied Harmony, a Text-Book. New York: Schirmer.
  15. “Musictheory.net.” 2000. http://musictheory.net.
  16. “Resposta Tonal.” 2015. https://respostatonal.com.

Comunicação com o professor

O único meio de comunicação autorizado pelo professor é o email. Em nenhuma circunstância um outro meio como telefone ou mensagens poderá ser utilizado.


Última atualização em 18/09/2018, 06:27.