MUSA83 – Introdução à Instrumentação

Professor: Marcos Sampaio (marcos@sampaio.me)

1. Ementa

Estudo do princípio construtivo dos instrumentos em geral, origem e informações históricas, bem como obtenção do conhecimento básico de naturezas técnica e musical dos instrumentos da Orquestra Sinfônica, de modo individual, e como componentes de uma família.

2. Objetivos

Ao final do curso espera-se que o estudante seja capaz de:

  1. Escrever e/ou transcrever música para os principais instrumentos da orquestra sinfônica e coro.
  2. Aproveitar-se adequadamente das características sonoras dos instrumentos da orquestra sinfônica e coro.

3. Conteúdo programático

  1. Histórico, origem e transformação dos instrumentos em geral
  2. Organologia e classificação geral dos instrumentos
  3. Características técnicas e extensão dos instrumentos de orquestra
  4. Características técnicas e extensão das distintas vozes, solistas e de coro
  5. Instrumentos infrequentes e obsoletos no ambiente sinfônico convencional
  6. Instrumentos eletrônicos
  7. Aspectos de articulação nos distintos instrumentos de orquestra
  8. Recursos e efeitos dos distintos instrumentos de orquestra
  9. Formações de câmera e sinfônica, de pequenas, médias e grandes dimensões
  10. Novas fontes sonoras no ambiente sinfônico dos séculos XIX e XX

4. Metodologia

A metodologia para atingir os objetivos propostos é baseada em

  1. aulas expositivas
  2. participação de instrumentistas convidados para demonstração prática dos instrumentos musicais
  3. pesquisa e exercícios práticos a serem realizados em casa

O curso está organizado de forma a estimular o estudante a realizar pesquisa sobre os instrumentos de modo a formar uma base mínima para participar das aulas com a presença dos instrumentistas e poder tirar dúvidas sobre questões específicas.

5. Pré-requisitos

São pré-requisitos dessa disciplina o entendimento da estrutura e a percepção de:

  1. Intervalos
  2. Tríades
  3. Escalas maiores e menores

6. Avaliação

A avaliação nesta disciplina é realizada mediante:

  • 3 Provas escritas e de reconhecimento auditivo de instrumentos (Peso 6)
  • Trabalhos semanais (Peso 4)

Os critérios gerais de avaliação são:

  • Cumprimento do objetivo da tarefa
  • Equilíbrio
  • Domínio das características dos instrumentos envolvidos
  • Capacidade de explorar recursos dos instrumentos
  • Domínio da escrita
  • Cuidados com a apresentação da partitura

Os trabalhos serão aceitos apenas se forem entregues impreterivelmente no prazo, no início da aula marcada para a entrega.

6.1. Nota

A nota do semestre será a média ponderada das notas da prova e trabalhos.

6.2. Segunda chamada

O aluno que faltar às provas terá direito à segunda chamada se a requerer até dois dias úteis após a sua realização comprovando-se umas das seguintes situações:

  1. direito assegurado por legislação específica.
  2. motivo de saúde comprovado por atestado médico.
  3. razão de força maior, a critério do professor.

A nota atribuída em segunda chamada substituirá a nota zero, e a falta à segunda chamada implicará na manutenção automática e definitva da nota zero. Para maiores detalhes consultar o Artigo 115 do Regulamento de Ensino de Graduação.

A data de realização de segunda chamada está prevista no cronograma da disciplina.

7. Cronograma

O conteúdo e dias das aulas do cronograma abaixo poderão ser modificados de acordo com a necessidade e eventualidade.

8. Material para Análise

Seleção de obras para análise ao longo do semestre.

O material para análise está inteiramente disponível no site do IMSLP (buscar informações a respeito no Google). Caso algum link esteja quebrado, buscar direto no IMSLP e informar o professor.

[Em construção]

  1. Bartók, Divertimento para orquestra de cordas
  2. Bartók, Quarteto de cordas n. 5 (?)
  3. Bartók, Mikrokosmos (?)
  4. Beethoven, Duo para duas flautas (WoO 26)
  5. Beethoven, Sinfonia n. 9, Mov. 4
  6. Berio, Sequenza IXa (clarinete)
  7. Debussy, Quarteto de Cordas
  8. Debussy, Syrinx
  9. Gershwin, Rapsody in Blues
  10. Gillespie, A Night in Tunisia (por Arturo Sandoval)
  11. Haydn, Trumpet Concerto in Eb
  12. Hindemith, Sonata para fagote
  13. Mahler, Sinfonia n. 3
  14. Mahler, Sinfonia n. 5
  15. Mozart, Requiem
  16. Penderecki, Capriccio para tuba solo
  17. Pierné, Solo de concert for bassoon and piano Op. 35
  18. Poulenc, Sonata para dois clarinetes
  19. Ravel, Quarteto de Cordas
  20. Rossini, Largo al factorum
  21. Schoenberg, Noite Transfigurada
  22. Shostakovich, Concerto para Violoncelo n. 1
  23. Shostakovich, Sinfonia n. 9, Op. 70
  24. Stravinsky, Sagração da Primavera
  25. F. Strauss, Nocturno Op. 7
  26. R. Strauss, Concerto para oboé
  27. Tchaikovsky, Sinfonia n. 5, mov. 2
  28. Villa-Lobos, Choros n. 2
  29. Vivaldi, Concerto n. 2, Verão (Presto)

9. Notas e frequência

Em construção

9.1. Gráficos de desempenho da turma

10. Trabalhos

10.1. Semanais

O objetivo dos trabalhos semanais é estimular o estudante à atividade de pesquisa, de leitura da bibliografia e a se familiarizar com os diversos instrumentos musicais antes da presença do instrumentista na sala.

Para cada um dos instrumentos listados na seção seguinte, o estudante deverá escrever um texto curto (menos de 5 linhas) apresentando as características fundamentais do instrumento. O ponto de partida da pesquisa é entender, para cada um dos seus registros como o instrumento se comporta quanto a:

  1. Emissão sonora
  2. Timbre
  3. Intensidade
  4. Articulação
  5. Recursos idiomáticos
  6. Extensão
  7. Transposição

O estudante poderá incluir exemplos de partitura no documento para ajudar na apresentação.

Dica: o livro do Samuel Adler é um bom ponto de partida para a pesquisa.

10.1.1. Lista de trabalhos

Ver data de entrega de cada trabalho no cronograma.

  1. Flauta e clarinete
  2. Oboé e fagote
  3. Trompa e trompete
  4. Trombone e tuba
  5. Violino, viola e violoncelo
  6. Contrabaixo
  7. Sax
  8. Percussão: tímpanos, marimba e vibrafone
  9. Outras fontes sonoras (a definir)
  10. Outras fontes sonoras (a definir)

Importante: Os trabalhos deverão ser entregues ao professor por email como anexos em formato PDF com o assunto [MUSA83] Trabalho x. Não entregar em formato DOC nem anexar arquivo de áudio.

10.2. Provas

As provas terão questões de identificação do instrumento a partir do reconhecimento auditivo em trechos da literatura musical, questões técnicas a respeito dos instrumentos e questões para transcrição de trechos de um instrumento a outro.

As datas das provas estão indicadas no cronograma.

11. Bibliografia

  1. Adler, Samuel. 1989. The Study of Orchestration. 2nd ed. Vol. 8. New York, NY: W.W. Norton and Company.
  2. Forsyth, Cecil. 1982. Orchestration. New York: Dover. 1982.
  3. Kennan, Kent Wheeler, and Donald Grantham. 1983. The Technique of Orchestration. Englewood Cliffs, N.J: Prentice-Hall.
  4. Piston, Walter. 1969. Orchestration. London: Victor Gollancz Ltd.
  5. Stiller, Andrew. 1985. Handbook of Instrumentation. Berkeley, CA: University of California Press.
  6. Stone, Kurt. 1980. Music Notation in the Twentieth Century: A Practical Guidebook. New York, NY: W.W. Norton and Company.

13. Comunicação com o professor

O único meio adicional de comunicação autorizado pelo professor é o email, em horário comercial. Assuntos acadêmicos não são tratados por telefone ou mensagens em nenhuma hipótese.


Última atualização em 21/02/2019, 15:19.